Quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2010
expecto patronum

 

 correr um risco, para mim, é como que uma ilusão. imagino-a, na minha mente sonhadora, mas sou incapaz de avançar. não que não queira, mas sim, porque me sinto presa por uma fina, contudo, inquebrável corrente. quero correr o risco, quero avançar, quero saber o que mais me espera, mas não dá. esta maldita corrente aprisiona-me. começo a ser invadida por pequenos "se"'s bastante negativos que me vão retirando todos os pensamentos positivos que outrora poderia ter. esta corrente é como um dementor:alimenta-se das minhas memórias felizes, que me dão força para avançar, e, como consequência, deixa-me com as restantes, que me retiram toda a confiança. 

 sou uma pessoa fraca mas, mesmo assim, tentei quebrá-la. não consegui mas, por ventura, avistei uma pequena chave, no cimo de um armário, situado no canto oposto ao que me encontro. tentei alcançá-la, fiz de tudo, mas não o consegui.

 então, aí apercebi-me que, embora deva ser uma decisão tomada por nós próprios, eu necessito de uma pequena ajuda. não quero que ma entreguem, assim, de mão beijada, mas sim que a coloquem mais próxima de mim. quero sentir uma pequena sensação de vitória a vangloriar-se pelo meu rosto embora, interiormente, saiba que recebi um pequeno apoio para me libertar da corrente. dessa maldita corrente. daquela maldita insegurança.

 

(não, afinal, eu ainda não abandonei o meu pequeno birdie)


listening to: Something in the way - Nirvana
: so sleepy.

Catherine às 18:49
link | add to favourites.

De -R * a 28 de Fevereiro de 2010 às 17:23
Oh que bonito :) amo o teu blog , está mesmo boniito!


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres


Copiar caracteres