Sábado, 10 de Outubro de 2009
Bipolary Day

Alguma vez tiveram um dia super bipolar? Espero que não. Eu tive um ontem e, sinceramente, espero não ter mais nenhum assim.

 

De manhã, estava eu a entrar para o carro do meu pai, quando ele me diz "Está ali um cão preto deitado no chão, ao final da rua"; logo aí, sinto um aperto no coração e começo logo a chorar. Saí do carro e vi. Vi o meu cão. O meu cão morto. Deitado, de olhos abertos. Espero que não tenha sofrido muito. De início pensei que tivesse sido atropelado, mas não. Não tinha sangue ao pé dele, apenas vomitado (desculpem os pormenores). O vomitado era sinal de envenenamento. O meu cão tinha sido envenenado e eu sei muito bem quem foi. O meu irmão diz que vai 'dar cabo do velho' , mas eu tenho uma ideia mais subtil: que tal, fazer um bolinho ao meu querido vizinho com veneno de rato para ele morrer, dolorasamente, deitado por cima do seu vomitado? Não sei se tenho coragem para o fazer mas, de momento, é isto que me apetece fazer. Vê-lo pagar por ter morto o meu cão.

A minha mãe diz que a culpa é dela, pois ela é que deixou o meu irmão abrir-lhe o portão para ele ir passear. O meu irmão diz que a culpa é dele. Eu digo que a culpa é de todos nós, porque não o habituámos a passear de trela. Como vivo numa zona pacífica, sem grande movimento de carros, o B. podia passear sempre que quisesse e sozinho. Infelizmente acabou mal.

Fui para a escola a chorar e, por onde passava, todos perguntavam o que tinha. Eu ignorava-os e só contei aos meus amigos, quando já estava na aula. Passei a manhã a chorar até que, com a ajuda dos meus amigos, fiquei um pouco mais animada.

 

Na hora de almoço, tinha pensado em ir almoçar ao R.S.Shopping. Apanhei o autocarro com umas amigas. Como o autocarro era o mesmo que o G. apanhava (e continua a apanhar), por brincadeira disse "O G. vai estar aqui dentro". Uma amiga minha disse-me "Por acaso está" e eu "Não está nada óh, estava a gozar", ao que ela respondeu "Está! Olha ali!" . Aí, não digo que o meu dia passou a ser feliz mas, ficou muito mais alegre.

Eu sei que nunca falei do G. , aqui no blog... Mas o G. , é o rapaz que eu tentei esquecer com o Rapaz Perfeito que conheci em Palmela e com o Rainbow, da minha escola. É dele de quem eu verdadeiramente gosto, mesmo não querendo e mesmo querendo esquecê-lo. É ele o tal. Não lhe fui falar... Mas, como estava virada para ele, no autocarro, de vez em quando trocávamos uns sorrisinhos, que me deixavam... babada.

A partir daí, fiquei mais contente.. Não por o ter visto, mas porque sorri. E, por momentos, conseguia esquecer a imagem do meu cão.

 

Agora, estou em casa... Olho pela janela ou entro em casa e é como se o B. ainda cá estivesse, a correr, deitado atrás dos vasos... Não sei como vou conseguir viver numa casa sem ter o quintal todo sujo e sem ter aglomerados de pêlo preto, nos cantos da parede.

Ainda há bocado, a minha mãe começou a chorar. Eu queria acalmá-la mas só soube abraçar-me a ela e chorar também. Agora, só quero ir para a escola, pois lá, mesmo que continue a pensar no meu B. , tenho a cabeça mais distraída.

 

Bisous


: triste.
listening to: Heartbreaker - MSTRKRFT ft. John Legend
tags: , , ,

Catherine às 22:12
link | give your opinion | add to favourites.

31 opinions:
De Red a 19 de Outubro de 2009 às 16:32

Oh my god. Estou chocada! Não podes denunciar o teu vizinho ou assim? Que homem horrivel! Eu dizia-lhe -.-'
Sinto muito pelo teu cão..
beijnho*


De anneke a 17 de Outubro de 2009 às 16:45
oh, eu enganei-me no meu comentário anterior..é que o meu cão já morreu (sem querer escrevi "morrer") :\

aqui já parece mais Outono xD

beijinho


De Inês a 17 de Outubro de 2009 às 15:42

ai pois devem ficar devem.
aii (vou sonhando)


De Ana Isabel a 17 de Outubro de 2009 às 11:37
O teste correu-me bem, obrigada. X)
Eu gosto, mas é mais por causa da professora do que por causa da matéria.
Beiinho


De Katerina K. a 16 de Outubro de 2009 às 22:58
Quase tão fantástica como a escrever xD


De Rita a 16 de Outubro de 2009 às 22:22
yoyo, Rita do Ing.
xoxo


De Katerina K. a 16 de Outubro de 2009 às 22:18
Eu adoro o meu instrumento. É lindoooo. Toco há quase 10 anos :)


De Madeleine a 16 de Outubro de 2009 às 22:12
Que horror! Coitadinha de ti! Eu não sei o que fazia se algum dos meus cães morresse, ainda por cima dessa maneira. Tenho muita pena de ti. E também ficava com vontade de dar uma coça a esse vizinho, mas tens a certeza que foi ele? É que é preciso ser muito cruel para fazer uma coisa dessas!
Beijinho


De Katerina K. a 16 de Outubro de 2009 às 20:33
Toco, sim. Porquê? :)


De Gloria a 15 de Outubro de 2009 às 22:41
OMG, eu contribuo no envenenamento do tal velho... que horror, que pessoa sem escrúpulos!
Ao menos o teu dia acabou por correr melhor, ver quem gostamos nem sempre nos faz bem, mas faz quase sempre... =D =D 


Beijinhos *


give your opinion too.